segunda-feira, 11 de março de 2013

Não tenho mais vc e agora?


Eu nunca fui uma menina muito normal, por ser criada com 03 irmãos, desde cedo já era uma moleca, daquelas que brinca na rua, joga vídeo game e coleciona cicatrizes... Na escola, tive alguns amigos, mas nunca fui daquelas que trocam cordões de amizade ou escrevem em diários, sempre achei isso muito "Blá", sem graça e chato!

Sou família, mas nem tanto, não sei puxar saco de tias e vós ou ficar fazendo média para ser considerada legal, nunca me enquadrei muito na minha família, apesar de ama-los, confesso que todo aquele samba e pagode me irritavam profundamente, e agradeço a Deus por minha mãe ser do rock e mbp e ter me dado a criação musical que toda criança tem que ter. Por tanto, eu era sim bem isolada quando o assunto era festas familiares e confesso que apesar de entende-los, ainda sou bem na minha.

Quanto eu tinha uns 9 ou 10 anos, ouvi pela primeira vez na rádio, a final de contas era o que mais tocava na  época, foi legal pular e brincar ao som dos caras que estavam invadindo a cidade.

Aos pouco fui ouvindo cada vez mais e mais... Quando cheguei aos 13 anos, era só o que eu queira ouvir! 

Meu a grande amigo Bruno (que hoje é meu noivo), me deu meu primeiro CD deles nessa época, "Transpiração continua e prolongada", eu estava completando 14 anos e foi o melhor presente de aniversário que já ganhei! 
Não preciso dizer que amei e ouvi milhões de vezes sem parar...

No meu outro aniversário ele me deu outro CD e dessa vez acompanhado por um Discman lindo, que era o que de mais legal se podia ter naqueles anos, o CD que ganhei foi o "Acústico MTV Cbjr", no mesmo ano ganhei da minha mãe o CD "100% Cbjr, Abalando sua Fábrica", que ela tinha achando no caminho do serviço, para minha sorte e infelicidade de quem perdeu.

Em 2005, no estádio do Pacaembu, finalmente fui no meu primeiro show do Cbjr, na verdade era um festival de música, o "Mix Festival 2005", me lembro como se fosse ontem, no primeiro acorde da musica "Lutar pelo que é meu" a lagrima correu e foi a maior choradeira até o final da apresentação, confesso que foi a maior emoção que já senti até hoje! No natal desse ano meu melhor amigo Bruno (sim, o mesmo) me fez uma linda surpresa e me deu a segunda melhor surpresa, me presenteando com dois CDs lindos "Tamo ai na Atividade" e "Imunidade Musical". Eu estava com 15 anos e amando tudo aquilo com todas as forças e emoções de uma adolescente.

No ano seguinte, ganhei do meu grande amigo Ian, mais um diamante para o meu pequeno arsenal,  o DVD do Acústico MTV Cbjr, amei de paixão, assisti com minha mãe, com meus irmãos... Tudo lindíssimo!
Fui em mais alguns shows nesse ano e foram incríveis!
Foi também em 2006 que ganhei num amigo secreto na empresa que trabalhava, 02 CDs maravilhosos "Preço curto, Prazo longo" e "Nadando com os Tubarões", fiquei em êxtase! 

Lembro que com o primeiro dinheiro que ganhei com meu trabalho comprei uma camiseta que tenho até hoje, nela tem um desenho super fofo do Chorão, ela é linda! 

Ganhei mais coisas da banda, camisetas, munhequeiras, banners, etc... As pessoas lembravam de mim sempre viam algo relacionado ao Cbjr... Com o passar do anos fui em outros shows, todos perfeitos e emocionantes, confessos que quando comecei a trabalhar e fazer faculdade já não tinha mais tanto tempo para me dedicar ao meu lado fã, mas acompanhei cada novidade através da internet... E se o fã não vai até o Cbjr, o Cbjr vai até o fã, não é mesmo? Em 2010 quando a minha faculdade inaugurava um prédio, no presenteou com um inesquecível show do Cbjr só para alunos, perfeito, né? Infelizmente foi o ultimo show que fui e hoje e sinto um caco por não ter ido a outros nos últimos dois anos...

Chorão, me ajudou quando não tinha ninguém do meu lado, me fez rir, me fez pular, me fez gritar, me fez xingar e colocar tudo de ruim que eu senti para fora. Eu o admiro do fundo do meu coração e agradeço por tudo. Eu cresci ao som de Cbjr e aprendi muito com isso.

Quando acordei no dia 06/03/2013 e li rapidamente um mensagem, que não lembro exatamente o que dizia, de imediato não entendi e resolvi ligar para meu noivo, que me falou que tinha acontecido uma coisa ruim naquele dia, eu fiquei sem fala e resolvi ligar a tv, não pude acreditar e ainda não consigo...
Estou sem chão desde então, estou balanceando minha vida com trabalho, momentos de distração e choros... O Projota disse uma coisa que eu concordo plenamente, “ As vezes vc é tão fã que sente com se seu ídolo fosse um dos seus melhores amigos. Perdi um dos meu melhores amigos hoje”, faço dessas minhas palavras. É verdadeiramente triste essa realidade de que você não estar mais aqui... Graças a Deus tenho meu amor Bruno, que além de noivo é meu melhor amigo desde sempre e que está me ajudando muito nesse momento de dor. Não sei o que seria sem você meu amor, obrigada por todos os presentes, graças a sua ajuda eu pude me jogar no mundo Cbjr...

Me deixem chorar, uma hora Deus vai me fazer entender e vai enxugar minhas lagrimas....

Obrigada Chorão! Você é eterno! Te desejo um lindo lugar ao sol! Te amo eternamente!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget